A ORAÇÃO DA AVE-MARIA À LUZ DA BÍBLIA

03.10.2020

Uma das orações mais conhecidas e mais recitadas é a Oração da Ave-Maria, porém nem todos sabem que essa oração, semelhante à oração do Pai-Nosso, é uma oração bíblica, sobretudo a sua primeira parte, embora ela não esteja disposta na Bíblia como uma oração, como está o Pai-Nosso. A constatação de Isabel não deixa de […]

Pe. Umberto Laércio B. Souza

Uma das orações mais conhecidas e mais recitadas é a Oração da Ave-Maria, porém nem todos sabem que essa oração, semelhante à oração do Pai-Nosso, é uma oração bíblica, sobretudo a sua primeira parte, embora ela não esteja disposta na Bíblia como uma oração, como está o Pai-Nosso. A constatação de Isabel não deixa de ser uma constatação orante, ou seja, é também uma oração. Isabel rezou ao se encontrar com Maria e reconhecer que ela era portadora de Deus.

Muitos católicos nos tempos atuais estão interessados em voltar a participar, mas pouco sabem sobre os temas quentes da fé e, um desses tema é: “por que rezar a Ave Maria? Por isso este artigo para esclarecer a Oração da Ave Maria à Luz da Bíblia!

A Ave-Maria é uma das orações mais queridas do povo católico. É a mais antiga oração que conhecemos dirigida a Nossa Senhora, nossa Mãe, Mãe de Jesus e da Igreja. Ela está na própria Bíblia, revelação de Deus.

“Ave, cheia de graça” Lc 1,28

Na Anunciação, o Anjo a saudou: “Ave, cheia de graça”. Maria foi a única que achou graça diante de Deus, porque foi a única “concebida sem o pecado original”.

O Senhor é convosco Lc 1,28

“O Senhor é convosco”, disse-lhe o Arcanjo Gabriel. Maria tem uma intimidade profunda com Deus.

Bendita entre todas as mulheres – Lc 1,42

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre” (Lc 1,42). Foi assim que Santa Isabel saudou a Virgem, “em alta voz” e “cheia do Espírito Santo”. E o menino João Batista estremeceu em seu seio. Isabel deixou claro por que Maria é “bendita entre todas as mulheres”: “Donde me vem a honra de vir a mim a Mãe do meu Senhor?” (v.43). E Isabel completa: “Bem-aventurada és tu que creste (…)” (v.44).

Bendito é o fruto do vosso ventre – Lc 1,42

O bendito fruto do seu ventre é o próprio Deus, Filho de Deus, encarnado em seu seio virginal: Jesus. Ela é a Mãe de Deus.

Santa Maria, Mãe de Deus – Lc 1,30 (““Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.”

O que não consegue a Mãe do Altíssimo? O que não pode conseguir, diante do trono da graça, aquela que é Sua Mãe, Esposa e Filha? O milagre das Bodas de Caná (João 2) diz tudo, mostra o grande poder intercessor da Mãe diante do Filho. Se ela foi escolhida para ser a mãe de Jesus, alguém tem dúvidas de que ela é santa? Ela foi escolhida para ser a mãe de Deus.

Rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte – João 2,3

E nós pecadores lhe imploramos: “Rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte”. Consegue do Rei os grandes benefícios aqueles que estão perto d’Ele, aqueles que têm intimidade com Ele. Quem mais do que Maria tem intimidade com Deus? A nossa Mãe roga por nós a cada momento, mesmo que não tenhamos consciência disso; especialmente protege aqueles que lhe são consagrados fervorosamente. De modo especial, defende-nos na hora da morte. Quantas almas a Virgem Maria salva na hora da morte! Especialmente aqueles que lhe são consagrados.

A Mãe Santíssima diante do seu Filho roga por nós sem cessar. Disse o Concílio Vaticano II, que “assunta aos céus (…), por sua múltipla intercessão, continua a alcançar-nos os dons da salvação eterna. (…) Por isso, a bem-aventurada Virgem Maria é invocada na Igreja sob os títulos de advogada, auxiliadora, protetora e medianeira.”

Nós católicos achamos um lugar especial para Maria na nossa fé cristocêntrica. “Perto de Maria, perto de Jesus”. “Quem está perto de Maria nunca está longe do seu Filho”. A ideia é a de que Maria nunca se afastou do mistério da redenção. Nenhuma outra pessoa esteve tão dentro da realidade do Cristo como esta mulher privilegiada. Por isso, para um católico, Maria é a primeira grande consequência do Filho de Deus neste mundo, primeira cristã, primeira santificada! Assim cremos, assim anunciamos e assim rezamos:

“Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, na hora da nossa morte. Amém”.

Pe. Umberto Laércio Bastos de Souza

– Reitor do Santuário de Santo Expedito –

queremos saber sua opnião
deixe um comentário